volta a página principal volta a página principal
 
   

Por que as crianças nascem
com pé torto?

  • Não se sabe exatamente porque a condição ocorre, por isso se dá o nome de pé torto congênito (de nascimento) e idiopático ( quando não sabemos a causa).  No entanto, acredita-se que o pé torto congênito é também uma doença / deformidade do desenvolvimento (assim como a displasia do desenvolvimento do quadril e a escoliose) uma vez que ocorre apenas no segundo trimestre da gestação, através de uma possível ativação de genes "responsáveis" pela geração da deformidade. Essa área da genética está em grande foco de estudo atualmente, prometendo respostas em um futuro próximo.
    Alterações neurológicas também podem estar implicadas nas possíveis causas.
    Fatores ambientais também podem estar relacionados.
  • A frequência da ocorrência dessa condição é de 1 caso para cada 1000 crianças caucasianas; entre japoneses, a frequência é a metade e na raça negra ela é 3 vezes maior. Nos povos polinésios, encontra-se a mais alta frequência, 6 crianças para cada 1000 nascimentos. O pé torto congênito é 2 vezes mais comum no sexo masculino.

Aconselhamento Genético

  • Se numa família uma criança tem a deformidade, a probabilidade de nascer outro filho com a condição é muito maior (1 a cada 35 nascimentos).

Associações Comuns

  • O pé torto congênito idiopático pode estar associado a outros problemas ortopédicos como alterações nos pés (dedos extra numerários ou metatarso aduto - vide dúvidas) e frouxidão ligamentar (displasia do quadril - defeito na formação do encaixe da cabeça do fêmur na bacia, assim como torcicolo congênito).

Pé torto idiopático
X
Pé torto neurológico ou com outras causas definidas

  • O diagnóstico do pé torto congênito idiopático é frequentemente feito ao nascimento, a partir da observação clínica da deformidade.

  • Outras causas dessa condição podem ser:

    • Anormalidades do tecido de conexão (problemas do colágeno e outras proteínas causando fibrose intensa e rigidez)

    • Alterações neurológicas (alterações da medula espinhal, ex: mielomeningocele - defeito de formação; ou paralisia cerebral - defeito no sistema nervoso central que causa desequilíbrios musculares, entre outros).

     

Diagnóstico Pré-Natal

  • O diagnóstico pré-natal do pé torto congênito é ultassonográfico, possível no chamado ultassom morfológico. Nessa ocasião, os pais são informados e devem receber informações sobre a condição e as possíveis formas de tratamento, uma vez que, se optado pelo tratamento conservador este deve ser iniciado nas primeiras semanas de vida, com maiores chances de sucesso.